terça-feira, 15 de agosto de 2017

Top 5 livros de fantasia

Por: Felipe Ricciardi,  Bernardo Oliveira, João Arthur e Lucas Paranhos




Os livros de fantasia são sucesso de vendas hoje em dia. Crescemos ouvindo falar de nomes como "Harry Potter", "Percy Jackson" e outros. Mas será que o gênero só se resume a esses "clássicos adolescentes"? Nessa lista veja os 5 maiores livros de fantasia da história! Atenção: esse Top 5 é a nossa opinião.

1 – Senhor dos Anéis

Essas foram as principais obras de Tolkien, o pai da fantasia moderna. A série “O senhor dos anéis” está em primeiro lugar nessa lista, pois ela foi a responsável por disseminar um modo de contar histórias só vistas em “O Hobbit”. Na época, não existiam histórias passadas em outros universos senão o nosso, então, com a popularização da série, outros escritores começaram a escrever livros com a mesma pegada, assim formando a amada fantasia moderna. A história se passa na terra média e conta como a sociedade do anel tenta destruir o objeto maligno. Se você não leu “O Senhor dos anéis” pare tudo o que está fazendo e corra para lê-lo.

2 – A divina comédia

É uma das principais obras da literatura épica italiana e da mundial. Foi escrita por Dante Alighieri no século XIV. O livro narra a jornada de Dante, acompanhado de Virgílio pelo mundo espiritual pós-túmulo. A história é dividida em três partes principais: o inferno, o purgatório e o paraíso. Cada um desses cenários possui uma estrutura bem organizada, sendo cada um dividido em 9 círculos, somando 27. A alma é posicionada nos círculos de acordo com seu comportamento durante a vida.

O livro é famoso por suas alegorias, que oferecem diversas interpretações para algumas situações do livro.

3 – Harry Potter

Harry Potter foi um marco na fantasia moderna. O livro foi escrito pela escritora britânica JK Rowling (Joanne) e publicado pela Bloomsbury em 1997. Conta a vida do jovem bruxo Harry Potter, que, com o desenrolar da narrativa, vai vivenciando grandes aventuras com seus amigos. Harry Potter significou muito. Marcou uma geração. Incentivou a leitura. E hoje o gênero, que chamamos de YA (Young Adult), foi criado a partir dele. Ou seja, os livros que (geralmente) são populares entre os adolescentes, são fruto de um legado deixado pela saga. Os exemplos estão aí: “Percy Jackson e os olimpianos”; “Jogos vorazes”; “Divergente”. A saga mudou muitas vidas e por isso merece um lugar nessa lista.

4 – Odisseia

É um dos principais poemas épicos da Grécia antiga. É a sequência de Ilíada, outra obra atribuída ao autor Homero. Ela é fruto de uma série de poemas difundidos e elaborados a partir da tradição oral durante séculos, posteriormente agrupados e registrados em conjunto. O livro relata o regresso de Odisseu, herói da guerra de Troia, a sua terra natal, Ítaca. O livro deixou legados que influenciaram diversas obras da literatura futura, como a Eneida, de Virgílio, Os Lusíadas, de Camões, ou Ulysses, de James Joyce.

O livro registra a jornada épica de Odisseu até Ítaca. A jornada dura 10 anos e envolve diversos encontros com personagens da mitologia Grega.

5 – As brumas de Avalon

As Brumas de Avalon foram quatro volumes escritos em 1979 pela escritora americana Marion Zimmer Bradley. A história reconta as famosas lendas arturianas, só que na perspectiva de personagens femininas (Guinevere, Morgana e Morgause). Nós consideramos as Brumas como importante no cenário da literatura fantástica, pois as lendas que envolvem o Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda já foram contadas por muitas pessoas e de muitas maneiras, mas, dessa vez, Marion as contou usando elementos fantásticos. Esses elementos tornaram a história mais divertida. A obra se tornou tão importante que (atualmente) é considerada por muitos o relato oficial dessas lendas.


Do it yourself

Por: Maria Luiza, Liz, Lara Paderes e Diana

E aí galera?!
Algum de vocês já viu aquele vídeo em que a pessoa pega uma blusa velha e transforma em algo novo, mais bonito e melhor?
Alguém já se sujou todo de tinta ou teve que jogar alguma blusa fora por tentar fazer uma customização que não deu certo?
Devemos tudo ao DIY, sigla para “Do it yourself” (faça você mesmo), que é uma das maiores tendências da internet na atualidade. Consiste em produzir e customizar objetos tendo como base coisas que já temos em casa ou que podem ser encontradas por um preço baixo. O DIY é fundamentado no conceito de reutilização, com ele podemos deixar diversos objetos que antes pareciam entediantes mais parecidos com o nosso estilo.
Apesar de hoje em dia o DIY ser considerado como uma tag para posts e uma forma divertida de reinventar, ele contém um passado um tanto quanto diferente. O DIY foi primeiramente utilizado na Segunda Guerra Mundial por questões de escassez de recursos. Naquele momento, o governo instruiu as mulheres europeias e americanas a produzir roupas, móveis a partir de materiais antigos. A prática, porém, ficou cada vez mais presente entre os anos de 1970 e 1980, época do cenário punk underground, em que bandas DIY contavam com uma produção independente de músicas, álbuns etc. O conceito de DIY estava relacionado com ideias anticapitalistas e anticonsumistas. Seus adeptos pregavam que as pessoas poderiam consumir o que produzissem, além de inspirar as pessoas a fazerem coisas “no seu próprio estilo”.
Atualmente, o DIY é uma verdadeira febre, e existem diversas razões para essa alta, a começar pelo grande desenvolvimento das redes sociais, principalmente do youtube. Com essa plataforma, uma nova profissão foi inserida no mercado de trabalho, os chamados youtubers, e muitos deles ganham a vida com tutoriais práticos de costura, maquiagem, organização, pintura, entre muitos outros. Nesse contexto é que começaram a aparecer os tutoriais de customização e criação de decoração que se adequaram ao antigo estilo do DIY, trazendo-o assim aos poucos de volta à moda. Com os youtubers, o DIY virou um verdadeiro negócio, ele está sendo constantemente aprimorado e adequado às novas tendências.
Uma outra razão para essa alta é globalização atual, em que as tendências se disseminam extremamente rápido, contudo elas não são acessíveis para todas as pessoas em decorrência de questões financeiras. É exatamente aí que o DIY mostra o seu potencial. Ele permite que as pessoas tenham acesso a parte dos artigos da moda independente de suas condições financeiras.

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O Motor que dobra o espaço

Por: Bernardo Coelho, Bernardo Oliveira, Lucas Resedá, Matheus Duarte


Você já imaginou fazer uma viagem interplanetária em poucos minutos? Ou quem sabe vencer a própria luz em uma corrida? O que parece pura ficção científica talvez possa ser possível algum dia. Agora vamos falar sobre o motor de dobra espacial, um motor que dobra o próprio espaço para pegar um atalho.

           
A corrida impossível

Vamos imaginar que você foi desafiado para uma corrida muito importante. Sua adversária será a luz. Você, armado com a Millenium Falcon, nave importante dos filmes Star Wars, acelera com força máxima eee... Perde miseravelmente, pois ignorou um fato muito importante.

Em Star Wars, é dito que as naves podem viajar mais rápido que a luz. Porém, segundo o vovô Einstein, nada é mais veloz do que a luz. Qualquer objeto que pode ser considerado matéria possui massa, que é, resumidamente, resistência à aceleração. Porém, quanto mais veloz um objeto fica, mais difícil fica de acelerar, ou seja, precisa de mais energia. Portanto, para chegar na velocidade da luz, precisa-se de energia infinita.

Também estamos ignorando que um objeto na velocidade da luz fica completamente parado no tempo, por motivos um pouco complexos. Não seria nada legal viajar pelo universo estando congelado no tempo. Mas, e se você conhecesse um atalho?

Já sabemos então que, no máximo, com muita energia, você poderia chegar próximo da velocidade da luz, mas ainda perderia a corrida. Além do que fica por sua conta arranjar tanta pilha!! Mas não perca as esperanças. Uma nova empresa revolucionária lhe apresenta um motor que dobra o espaço, mas infelizmente sem garantia.

Um grande atalho

Vamos agora entender como funcionaria esse seu motor de dobra espacial. Primeiramente, jogue fora essa sua lata velha e compre logo a USS Enterprise. Com ela seria possível vencer essa corrida numa velocidade baixíssima.

O motor teria de ser capaz de dobrar o próprio espaço para vencer a corrida.  Há duas maneiras de fazer isso, porém, no momento, falaremos apenas de uma. A sua máquina teria que ser capaz de criar um buraco de minhoca. Com isso, em vez de percorrer todo o trajeto, sua nave pega um atalho e chega primeiro do que a luz, mesmo estando a velocidades mais baixas.

Como visto na imagem ao lado, a sua nave pegaria um belo de um atalho pelo hiperespaço (o espaço entre os buracos de minhoca “o túnel”).

“Como ninguém disse que não podia, tá valendo!”

- Filósofo Bernardo Maia Coelho (um dos autores)

A pílula da inteligência

Por: Maria Antonia, Hana, Letícia e Alex



O que são?

Nootrópicos é o nome utilizado para compostos químicos ou naturais (remédios ou suplementos) que são capazes de potencializar a capacidade cerebral do ser humano, ou seja, melhoram a memória, aceleram e melhoram a capacidade de raciocinar e podem inclusive melhorar o reflexo. Estes medicamentos basicamente melhoram a capacidade de concentração e foco, ou seja, sua mente será influenciada apenas pelo o que você está vendo naquele momento, assim isso irá aumentar sua capacidade, já que você não se dispersará. A palavra é grega, “nóos” (mente) e “tropo” (direção). Este nome faz total sentido, já que sua mente realmente se foca em apenas uma direção.

Quem utiliza?

Os nootrópicos foram originalmente designados para idosos, que já tem a sua atividade cerebral mais lenta ou prejudicada por conta de doenças que são características da idade (mal de Parkinson ou Alzheimer) e para pessoas com doenças que causam algum tipo de dificuldade cognitiva, como dislexia ou TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade). De alguns anos para cá, estas substâncias estão sendo utilizadas por pessoas livres de qualquer tipo de transtorno ou doença, apenas com a finalidade de se concentrar mais para poder ter um melhor rendimento na escola, faculdade ou trabalho. Isto é muito preocupante, pois o uso indiscriminado de nootrópicos podem causar sérios problemas, assim como o uso indiscriminado de qualquer medicamento.

Uso indiscriminado: 

Como foi citado acima, os Nootrópicos foram designados para serem utilizados por pessoas portadoras de doença cognitivas ou pessoas idosas com doenças características da idade, porém são utilizados por pessoas que não são idosos com dificuldades de memória ou possuem dificuldades cognitivas. Geralmente universitários passam boa parte do seu dia e noite estudando. Muitas vezes, não pausam para dormir e, se pausam, é durante um curto período de tempo, ou seja, eles têm muita coisa para estudar e pouco tempo, então logo apelam para o uso indiscriminado de nootrópicos. Geralmente conseguem com farmacêutico, que, por uma quantia a mais, vende o produto sem necessidade de receita, ou pela internet em blogs e sites que realizam a venda sem necessidade receita também. No início tudo parece ótimo, a pessoas começam a perceber que dormem menos e mesmo assim conseguem estudar, entender e lembrar de todos os assuntos no outro dia, mas, logo começam a tomar com mais frequência. A mente da pessoa cria um limite de que ela só conseguirá estudar e compreender o assunto utilizando o remédio, é nesse ponto que se inicia a dependência. Um dos integrantes do nosso grupo tem aula de banca e sua professora relatou que um de seus alunos deixou de realizar a prova do vestibular, pois havia esquecido o remédio em casa. Além da dependência, esse remédio pode causar problemas no fígado e rins, dores de cabeça forte (enxaqueca), perda de memória (quando não está obre efeito do medicamente) e até perda do sono.

Doenças envolvidas:

TDAH: Doença crônica que inclui dificuldade de atenção, hiperatividade e impulsividade.
- Não tem cura.
- O tratamento ajuda a diminuir as consequências que esta doença pode causar.
- Não requer exames laboratoriais.

Dislexia: Distúrbio caracterizado pela dificuldade de leitura, porém não afeta a capacidade de raciocínio.
- Não tem cura.
- Ocasiona na fala mais lenta e dores de cabeça frequente.

Autismo: O autismo é caracterizado por interação pessoal, alteração de linguagem e alteração de comportamento.
- Interação Pessoal: O portador da doença tem dificuldade de interação e comunicação com outras pessoas
- Alteração de linguagem: Muitos autistas podem nem chegar a desenvolver a linguagem adequada e pronunciam palavras com muita dificuldade. 
- Comportamento: Os autistas gostam de manter rotinas e coisa previsíveis, tudo que sai desse padrão, ocasiona em stress.

Principais nootrópicos:

INTELIMAX IQ: O Intelimax foi o que apresentou menos efeito colateral, utilizado a longo prazo, porém possui efeitos colaterais leves e característicos da utilização desses remédios, como dores de cabeça. A redução desses efeitos é causada por uma formula nova que está sendo utilizada para a produção de nootrópicos mais naturais.

OPTI MEMORY: Este nootropico é caracterizado pela memorização de uma grande quantidade de conteúdo em pouco tempo. Por essa característica muito presente, é chamado de Memória 120%. A sua formula é focada em aumentar a capacidade cognitiva e aumentar a memória, consequentemente, aumenta a energia, ou seja, pode causar insônia.

RITALINA: Um dos mais conhecidos e utilizados pelos universitários é a riltalina, que é inicialmente feita para pessoas com TDAH. Dentre todos esses remédios, a ritalina é o único que necessita de uma receita medica (específica) para sua compra. A receita medica é necessária, pois, além de dependência química e psíquica (tarja preta), a ritalina pode causar taquicardia, perda do libido, dores e outras disfunções.

Opinião do grupo:

Existem diversas pessoas no mundo que possuem uma grande dificuldade para entender e compreender diversos assuntos e são cobradas diariamente de seus professores e tutores um rendimento compatível. Muitas vezes, esta dificuldade pode ser causada por uma doença e não pelo fato de a pessoa não se esforçar, e, se for o caso de uma doença, o diagnóstico antecipado é bom tanto para a saúde do portador, como para seu psicológico, que irá saber que aquela dificuldade é causada por uma disfunção que ele tem no corpo. Obviamente é necessário um diagnóstico prévio de um médico, pois a utilização de nootrópicos sem uma indicação e sem o conhecimento de como usá-lo pode levar a diversos problemas.

Como funciona um computador?

Por: Rafael, João Joviniano, Yan e João Nuno


Cerca de 42% da população mundial possui ao menos um computador (muito provavelmente, o leitor também, já que deve estar usando-o agora mesmo para ler esse artigo). Mesmo assim, a sua chance de não fazer a menor ideia de como essa caixa mágica funciona é realmente alta. Como dizia o Hannibal, vamos por partes:

O processador
É o cérebro do computador, basicamente é a peça responsável pela potência do “entendimento” do sistema em si. Ele funciona como uma espécie de sistema de sinapses que, a partir de programações e códigos base, pode realizar diversas tarefas. Contanto que não superaqueça, é aí que entra o cooler, mas isso é outro tópico. A frequência em que o processador funciona é medida em Hz (Hertz). Essa medida também pode servir como um dado sobre o “OverAll” do funcionamento do seu Processador. Um processador 1.80Hz serve geralmente mais para trabalhos, muitas abas de navegador etc. Um processador acima de 2.10Hz já consegue rodar alguns jogos razoavelmente bons. Qualquer processador entre 2.60Hz e 3.00Hz ou acima já é mais recomendado para quem quer jogos mais pesados. Fora isso, existem coisas como memória Cachê do processador, número de Núcleos e etc, que você pode pesquisar mais tarde se quiser ter um conhecimento mais aprofundado.                                           

O Gabinete:
Gabinete é a estética do computador. É basicamente a grande caixa de metal em que as peças do seu PC vão. Sinceramente ele tecnicamente é inútil já que, caso você seja um cliente mais exigente (ou excêntrico),  você pode simplesmente montar seu PC numa caixa de vidro para deixar os componentes a mostra ou até mesmo na sua parede.




Memória RAM:
Se o Processador é o centro de processamento do PC a memória RAM é a sua principal ferramenta de trabalho. Desde aquela calculadora de diretora velha de escola que ocupa 30% da área da mesa dela até os famosos PCs da NASA utilizam memória RAM. Basicamente o processador é a capacidade de “pensamento” e a RAM é a quantidade de coisas que o PC é capaz de pensar ao mesmo tempo. Sempre quando você abre uma aba no Google Chrome ou seja lá que navegador você usa, é adicionado uma pequena quantia em Mb ou Kb ao espaço utilizável da memória RAM. Se você abre coisas demais, e essa quantia excede o limite da memória RAM, nos PCs atuais eles começam a utilizar algo chamado de “Memória virtual”. A memória Virtual é o uso do próprio disco rígido do computador (ou seja o HD) como memória RAM, esse mecanismo só existe para que o seu PC não simplesmente desligue do nada quando esse limite é alcançado, porque a memória virtual é tão lenta mais TÃO lenta que a diferença entre essa memória virtual e  a memória RAM seria como um anão sem as duas pernas numa bicicleta tentasse vencer Usain Bolt  numa corrida subindo uma ladeira. (obviamente Usain Bolt é a RAM).

Placas de Vídeo:
A placa de vídeo é basicamente um processador secundário focado, trabalhando em conjunto com as aplicações de softwares, a CPU envia informação à placa de vídeo sobre a imagem que deseja desenvolver, que então define como utilizar os pixels na tela para criar a imagem. Isso então envia aquela informação ao monitor através de um cabo e assim forma a imagem. Traduzindo... É um analisador e otimizador de imagem.

O Disco Rígido:
Podemos dizer que o disco rígido é a coluna espinhal do computador, já que é ele que faz a grande maioria das pontes e conexões entre os hardwares e ainda assim armazena toda a essência (com “essência eu quis dizer os softwares e dados virtuais”). Basicamente ele consegue armazenar sua informação a partir de um disco metálico que é muito minuciosamente “arranhado” por agulhas muito finas numa espécie de código de ranhuras. Fazendo com que depois essas ranhuras possam ser lidas e convertidas em informação.

Placa de som:
O que é uma placa de som? Bem talvez você não saiba o que é isso já que atualmente as placas de som são vendidas juntas as placas mãe e não recebem um grande foco, porém ainda sim a placa de som é uma parte bem importante dos computadores, sendo a sua função importantíssima para pessoas que gostam de ver e ouvir coisas em seus computadores. Sua função é basicamente converter os sinais de som digitais gerados pelo computador em áudio analógico que é reproduzido pelas caixas de som ou pelos fones de ouvido.

Em geral, a placa é dividida por três partes internas responsáveis pelo funcionamento. Esses são: o “Digital Sinal Processor”, responsável pelo gerenciamento dos tratamentos e efeitos como a vibração e o efeito 3D.

O Digital to Analog Converter que tem a missão de fazer a conversão das informações de áudio digital emitidas em sinal analógico para que ela possa ser ouvida e entendida.

E por fim Analog to Digital Converter que faz o trabalho inverso ao DAC (O Digital to Analog Converter) ou seja ele digitaliza os sinais analógicos emitidos pelo microfone ou qualquer instrumento musical conectado ao computador.

Placa Mãe: 
A placa mãe é a parte do computador responsável por conectar e interligar todos os componentes do computador, ou seja, processador com memória RAM, disco rígido, placa gráfica, entre outros. Além de permitir o tráfego de informação, a placa também alimenta alguns periféricos com a energia elétrica que recebe da fonte de alimentação. Computadores são sistemas que dependem do funcionamento equilibrado entre diversos componentes, e todos eles necessitam de uma placa mãe confiável para funcionar.

Hand Spinner

Por: Bernardo Oliveira, Bernardo Coelho, Matheus e Lucas Resedá


Desde janeiro deste ano, alguns brasileiros têm visto nas mãos de pessoas da rua ou até de colegas de trabalho ou de escola, o estranho objeto acima. É sobre ele que vamos escrever esse mês. O famoso Hand-Spinner é um objeto que usa quatro rolamentos (como os de skate) e, como podemos entender claramente, é feito para girar. Mas girar por bastante tempo. Vamos conhecer um pouco mais sobre ele.

Esse brinquedo existe há mais de 25 anos, mas foi mais popularizado em Janeiro de 2017, quando Taco (Epitácio), um famoso jogador de Counter Strike no Brasil e no mundo, usou isso como técnica para relaxar em uma partida muito importante. Desde então, um grande número de pessoas atribuiu o objeto ao seu sucesso, fazendo do Hand Spinner popular rapidamente.

Mas o hand spinner não é só um simples brinquedo, é um simples brinquedo que traz benefícios. O peso dos rolamentos cria uma sensação satisfatória no usuário, quando este gira o Spinner. Isso ajuda na concentração de um indivíduo e libera um pouco de seu estresse. Mas como?

Desde o tempo das cavernas, nós sempre tivemos muito cuidado com ameaças externas. Isso fez com que o Homo Sapiens precisasse ficar muito atento ao ambiente, para evitar predadores. Inclusive, o déficit de atenção, um problema muito prejudicial as pessoas atualmente, era benéfico aos humanos nômades de antigamente. Por isso, quando estamos tentando nos concentrar em um dever de casa, ou um trabalho no computador, por exemplo, sempre nos desconcentramos com sons ou cheiros presentes no ambiente. Com o Hand Spinner, seu cérebro apenas se foca na tarefa e na sensação provocada pelos rolamentos, dificultando influencias do ambiente e relaxando a pessoa.

Nossa equipe acha o Hand Spinner excelente, não só como brinquedo, mas também como terapia para aqueles que sofrem de estresse e até para pessoas com déficit de atenção e autismo.  Mesmo não sendo um grande problema, o brinquedo é um pouco viciante. Entrevistamos alguém que teve a experiência de gira-lo em suas mãos e ele disse que passou quase meia hora girando. Assim, recomendamos totalmente o uso caso você precise se focar mais, ou se você só quer fazer manobras para seus amigos.


É importante informar que nenhum teste para comprovar a eficiência do Hand Spinner já foi realizado. Só existem especulações, teorias, feitas por especialistas sobre seus efeitos, mas não há uma confirmação cientifica, ao menos não até o momento em que esse post foi feito.

Desenhos animados que sentimos saudade

Por: Rafael, Eliza, Yasmin Neves e João Vitor


Volte a ser criança e lembre dos maiores sucessos animados até os anos 2000!

 

Quando éramos crianças, a televisão era um de nossos passatempos favoritos, entre gibis, lápis de cor, jogos e bonecos. Quem nunca corria para ligar a TV no seu programa favorito? Hoje, as crianças têm Netflix e YouTube na hora que quiserem com o celular ou tablet na palma da mão. Mas não era assim antes, e sentimos saudade ao lembrar dos nossos desenhos animados favoritos.

Os desenhos mudam de geração a geração. Alguns permanecem, mas com os dias contados. A tecnologia de animação é desenvolvida aos poucos, os interesses das crianças vão mudando. Alguns desenhos são até refeitos, o chamado reboot, como foi o caso de Ursinhos Carinhosos e Scooby-Doo, ou como aconteceu recentemente com Jovens Titãs, As Meninas Superpoderosas e Ben 10. Porém, nem sempre os reboots são bem recebidos pela crítica. Nos três últimos casos citados, por exemplo, as crianças aplaudiram, mas quem assistia os desenhos antes sabe que a qualidade caiu muito. Animaniacs e DuckTales também ganharão reboots em breve, o que nos deixa ansiosos e, ao mesmo tempo, preocupados.

Mas enfim, vamos voltar aos nossos desenhos. Os anos 2000 representaram uma época de ouro para os desenhos animados. As crianças assistiram tanto desenhos antigos das décadas de 80 e 90 quanto os desenhos novos que estavam surgindo. Desenhos antigos foram relembrados e novos sucessos animados chagavam à televisão. Os DvDs da época também nos trouxeram a oportunidade de assistir desenhos que não passavam na televisão ou que já tinham passado há muito tempo. Não chega perto da Netflix e serviços de streaming atuais, mas já nos dava uma maior variedade de desenhos para assistir, além de que havia canais na TV a cabo que resgatavam pérolas antigas da animação, como Gloob, Futura, TV Cultura e Tooncast, além de programas de TV Aberta como o Bom Dia e Cia e Sábado Animado (SBT) e a falecida TV Globinho (Globo). Nós vimos desenhos de gerações diferentes ao mesmo tempo: de Scooby-Doo, He Man e Smurfs até Jimmy Neutron, Backyardigans e Kick Buttowsky.

A TV educava divertia e fornecia entretenimento. A arte da animação nos acompanhou desde muito pequenos com canais como Discovery Kids e Nick Jr., e crescíamos mais tarde com canais como Cartoon Network e Disney XD. Resolvemos trazer então uma lista que com certeza vai trazer muita nostalgia, talvez para as crianças de décadas 80 e 90, mas principalmente para crianças do ano 2000. Sinta-se uma criança novamente e lembre-se de cada um dos 10 desenhos que citamos de cada um dos canais que mais assistíamos quando menores! Além disso, tem mais outra lista no final do post de desenhos que pertenciam a outros canais ou simplesmente foram acompanhados através de DvDs, por exemplo.
         
OBS: Nós procuramos apenas os desenhos; não citamos nenhum programa antigo, como Lazy Town e Telletubies, por exemplo. Apenas animações. E não foram necessariamente as 10 melhores de cada canal, apenas 10 que lembramos e mais sentimos nostalgia enquanto pesquisávamos. A ordem de 1 à 10 não possui critérios, é uma ordem aleatória. Agora, vamos aos desenhos!

Muitos de nós reconhecemos e lembramos do desenho através de imagens. Portanto, se você não conhece ou não se lembra do desenho, pesquise no Google Imagens e acreditamos que será mais fácil lembrar. Muitas vezes, o nome parece nunca ter sido lido antes, mas depois de ver alguma imagem, logo aquele personagem pode trazer mais nostalgia do que você imagina. 

DISCOVERY KIDS: 
  1. Backyardans
  2. Clifford: O Gigante Cão Vermelho
  3. Pocoyo
  4. Charlie e lola
  5. Pink Dink Doo
  6. Princesas do mar
  7. Caillou
  8. Wow! Wow! Wubbzy!
  9. George, o curioso
  10. Mecanimais
NICKELODEON/ NICK JR.:
  1. Super Fofos
  2. Equipe Umizoomi
  3. Bob Esponja
  4. Dora, a Aventureira
  5. Go Diego Go!
  6. Max e Ruby
  7. O Pequeno Reino de Ben e Holly
  8. As Pistas de Blue
  9. Jimmy Neutron
  10. Os Padrinhos Mágicos
DISNEY CHANNEL/ DISNEY JR./ DISNEY XD
  1. Heróis da Cidade
  2. Casa do Mickey Mouse
  3. Kid vs Kat
  4. Pucca
  5. Many Mãos À Obra
  6. Kick Buttowsky
  7. Adolepeixes
  8. Phineas e Ferb
  9. Super Hero Squad
  10. Agente Especial Urso

CARTOON NETWORK:
  1. As Meninas Superpoderosas
  2. As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy
  3. A Mansão Foster para amigos Imaginários
  4. Jovens Titãs
  5. As Trapalhadas de Flap Jack
  6. Meu Amigo da Escola é um Macaco
  7. Looney Tunes
  8. A Pantera Cor de Rosa
  9. Hi Hi Puffy AmiYumi
  10. Scooby-Doo!

OUTROS:
  1. Caverna do Dragão
  2. He-Man: Mestres do Universo
  3. She-ra: A Princesa do Poder
  4. Três Espiãs Demais
  5. Pica-Pau
  6. Os Smurfs
  7. Historinhas de Dragões
  8. Jay, Jay, o Jatinho
  9. Mini Einsteins
  10. Baby Looney Tunes

Hoje, existem incríveis animações. Gravity Falls, Gumball, Steven Universe, Apenas um Show, Hora de Aventura, animações sensacionais que vieram recentemente. Porém, vendo de maneira geral, ainda notamos poucos desenhos de mesma qualidade como antes. Sinceramente, achamos que muitas crianças hoje estão perdendo desenhos incríveis de nossa geração e acabam gastando muito tempo jogando no celular/tablet ou vendo vídeos desnecessários no YouTube, muitos que nem são apropriados para suas idades. Os desenhos vêm perdendo cada vez mais espaço entre as crianças, e a Globo retirar a Tv Globinho do ar para pôr Encontro não ajudou muita coisa. As crianças mudam de interesse, a sociedade muda e cada vez mais desenhos de pouca qualidade são feitos. Sentimos muita saudade da época de ouro das animações, anos 80-2000, quando as decepções eram pouquíssimas. Mas, desenhos atuais, como os já citados anteriormente GF e SU, são simplesmente incríveis, mas é muito pouco o número comparado à antes. Mas essa é apenas nossa opinião, incentivamos a compartilhar a sua aqui nos comentários! Esperamos que tenha sentido bastante nostalgia com essas listas!